call us (+351) 961 713 832 | Write us
  • If you be so Kind

THE ‘BORDADO RICO’ ||| O ‘BORDADO RICO’

PT

O  “BORDADO RICO”

Tradicionalmente conhecido pelas gentes como “bordado rico”, o «bordado popular de Guimarães» é tradicionalmente usado em roupa de cama e outros artigos para o lar. No entanto terá sido comumente usado em roupa interior bem como em trajes populares ao longo do século XIX e  do século XX, mais concretamente sobre os “peitilhos” das camisas das gentes rurais da época.

Bordado de Guimarães

Detail from Guimarães folk embroydery

Comumente usado sobre um pano de linho branqueado ou de tonalidade mais rústico e frequentemente monocromático, sendo as cores de excelência o azul e o “vermelho sangue”, o bordado de Guimarães caracteriza – pelo uso de cerca de 21 pontos diferentes que conferem relevo às composições. Os motivos são geralmente “riscados”  e dispostos de forma harmoniosa e simétrica sendo as composições florais e vegetalistas as que mais caracterizam este bordado popular. No entanto é de salvaguardar o uso de barras e motivos geométricos, os monogramas ornamentais bem como o uso do tradicional ponto de cruz, que frequentemente terá sido usado também em alguns peitilhos dos trajes da lavoura. As peças  de bordadas são frequentemente rematadas com bainhas abertas, franjas ou picote, tornando cada peça uma pequena obra de arte única e inigualável , uma herança de cariz folclórico, um pequeno legado de história.

Folk Tourism

Amazing and intricated embroidery on a female folk vest, Guimarães

Apesar de este bordado poder ser identificado como um bordado tipicamente minhoto convém não confundir com outros tipos de bordados populares da região do Minho, nomeadamente os os bordados da zona de Amares estes outros os verdadeiramente responsáveis pelos célebres lenços dos namorados…

Most of the times the folk embroideries of “lenços dos Namorados” are commonly seen as the Minho’s representative traditionalembroydery. Yet Minho’s embroideries have several styles and “personalities” mainly depending on the place were they have being made…

Azul e vermelho são as cores mais comuns do tradicional bordado de Guimarães, no entanto  muitas peças podem ser encontradas em “ton sur ton”, bordadas em base branca com linha branca. O bege e o cinza são outras das cores que cada também podem  aparecer algumas peças especificas do bordado Vimaranense.

Delicious detail from Guimarães Traditional Embroidery

Perante isto não é de estranhar que a riqueza das tradições populares da cidade de Guimarães possa ter extrapolado ocasionalmente e influenciado uma outra vertente, a sua vertente industrial… Esta é efectivamente uma cidade de cariz industrial onde várias industrias de exportação, nomeadamente a do têxtil lar, calçado e também do vestuário, estão fortemente enraizadas e com forte reconhecimento externo, nomeadamente no segmento das private labels. Perante isto aqui fica o breve conselho de toda a equipa da Tours & Tales. Da próxima vez que viajarem até ao Minho, concretamente até à “cidade berço” preparem-se para um breve escapadinha. Entre verdadeiros tesouros de artesanato e algumas das “lojas de fábrica” da região,  a oferta é vasta! Afinal nunca o “Made in Portugal” foi tão seguramente conotado com valor acrescentado e garantia de qualidade. Uma boa parte dos artigos que a região exporta infelizmente nem sempre chega à exclusividade dos canais de distribuição nacionais o que vos irá fazer ficar embebecidos perante alguns dos melhores jacquards do mundo…

Folk Tourism

The Hands of The Portuguese Folk Embroderies, The Hands of Guimarães Embroideries.
This picture was taken by T&T on Museu Alberto Sampaio. The Lady on the picture is as a ‘silver gray’ volunteer…Join us on this amazing herance.

Quer ir às compras com a T&T? Ou simplesmente preferiria fazer um tour industrial para entender a complexidade e o quão tecnológicas são as indústrias da manufactura? Sim, a pesquisa ambiental começou há muito muito tempo no entanto ficará conhecida como um dos bastiões da revolução milenial. ; -)

Da parte da T&T desejamos-vos umas boas compras, certo ?! 

Folk bib from Portugal

Another amazing detail from the rich traditional embroyderies of the “portuguese cradle”. This colar bib detail ilustrates so well the overwhelming art of “bordado rico” from Guimarães

EN

THE  “BORDADO RICO”

Commonly known by the its locals as “rich embroidery”, the Guimarães’ folk embroidery is traditionally used in bedlinens and other household items. However it also had been frequently used in underwear as well as in popular costumes throughout the 19th and 20th centuries, more specifically on the shirts’ bibs of the rural people of thoose times. Traditionally applied on a white bleached linen cloth or even on a natural tone one and often monochromatic , the colors of excellence for its stitching are blue and “blood red”. The embroidery of Guimarães uses 21 different stitches that give relief to the compositions. The most popular motifs are generally “scratched” and arranged in a harmonious and symmetrical way by floral and vegetal compositions. However it is necessary to mention the use of bars and geometric motifs, ornamental monograms as well as the use of the traditional cross stitch, which will often had been used on the shirt  bibs of the farming suits. The embroidery pieces are often finished with open hems, fringes or “ajourés”, making each piece a unique and extraordinary work of art, a folkloric heritage, a folk legacy of history.

Guimarães 2012 – not the best picture for sure  yet repports the exposition about the town traditional needle art that took place on “Guimarães 2012 Capital da Cultura” exibhition. The legacy of imaterial traditions are one of the finest measures of  a comunity’s culture.

Although this embroidery can be identified as a typical Minho embroidery, it is best not to confuse it with other types of popular embroidery in the Minho specifically  the embroidery in the Amares area, these others are truly responsible for the famous portuguese Valentine’s handkerchiefs

Due to this, it is not surprising that the wealth of popular traditions in the city of Guimarães may have occasionally extrapolated and influenced another aspect, its industrial aspect … This is indeed an industrial city where several export industries, footwear ,home textiles, are strongly rooted and with strong external recognition, particularly in the private label segment. So here is the brief advice from the entire Tours & Tales team, the next time you travel to Minho, specifically to the “birthplace” – Guimarães -, prepare yourself for a brief getaway. Between the real treasures of handicrafts and some “factory shops” in the region, the offer is vast! After all the “Made in Portugal” has never been so surely associated with garante of value, quality assurance.

Cross Stitching

Detail of  traditional gift shop in Guimarães

We advise you to look better into the labels of your private labels bedlinens, blankets, coverlets and terrys… Some were pretty sure produced on the finest portuguese textile mills.

So do you wanna go shopping with T&T?  Or simply would prefer make a industrial tour to understand the complexity and how techonological is the manufacturing industries are? Yes, enviromental research started to looong ago but it will stand as one of the standards strongholds of the milenial revolution.  ; -)

Folk embroderies from Guimarães